5ª Conferência M2M РCloud & Green InfoCom

O 5¬ļ Congresso M2MNuvem & Verde InfoCom (www.infocomgreen.gr) ser√° realizado no hotel Divani Caravela √†s 10 de abril de 2013

A Confer√™ncia est√° sob os ausp√≠cios do Minist√©rio do Desenvolvimento, Competitividade, Infraestrutura, Transportes e Redes, Minist√©rio da Reforma Administrativa e Governo Eletr√īnico, EETT, EEKT e SEKEE.

infocom

As novas tecnologias M2M, Cloud e Enterprise Mobility s√£o ben√©ficas para o mercado, os usu√°rios e o meio ambiente. O interesse p√ļblico em economizar recursos e desenvolvimento sustent√°vel est√° crescendo exponencialmente com o passar dos anos, como informa√ß√£o – gra√ßas √† ajuda da Internet, obstinadamente bloqueada – sobre os problemas ambientais que j√° estamos enfrentando sofremos em maior medida no futuro, agora “transborda”, contribuindo para a sensibiliza√ß√£o da opini√£o p√ļblica.

Como todo ano, este ano, a conferência M2M РNuvem & Verde InfoCom 2013, organizado pela Smart Press em colaboração com o e-TEE e EMPEE, tem como objetivo apresentar os mais recentes desenvolvimentos relacionados ao desenvolvimento e implementação de Tecnologias de Informação e Comunicação, uma área particularmente crítica com um efeito horizontal e altamente benéfico em muitos outros. , nos esforços mais amplos para o desenvolvimento sustentável neste planeta e a prevenção das mudanças climáticas.

Seção 1: Móvel & Inteligente Grades

As TICs podem contribuir para alcan√ßar as metas estabelecidas internacionalmente para impedir as mudan√ßas clim√°ticas, otimizando o gerenciamento de recursos energ√©ticos (eletricidade, g√°s e √°gua). Algumas dessas solu√ß√Ķes ser√£o apresentadas na confer√™ncia, pois proporcionam – al√©m de ganhos √≥bvios para o planeta, que esperamos transmitir √†s gera√ß√Ķes futuras – benef√≠cios financeiros imediatos para n√≥s, no momento em que a energia √© o fator mais importante no custo de vida. , mas tamb√©m produ√ß√£o para empresas.

As redes inteligentes Рnas quais nosso país está dando timidamente os primeiros passos Рsimplificam o gerenciamento (mesmo com o uso de dispositivos móveis!) Das redes de transmissão e distribuição de eletricidade (respectivamente, e redes físicas de abastecimento de água). gás), enquanto as tecnologias M2M permitem a comunicação e a troca de dados entre sistemas (máquina a máquina), sem a intervenção do operador humano.

Chamado de “Sala de Guerra do Carbono”, fundado pelo bilion√°rio Richard Branson para reduzir as emiss√Ķes, ele estima que na era atual e somente gra√ßas ao uso das tecnologias M2M, a redu√ß√£o no consumo global atingir√° a soma da energia total que consumir EUA e √ćndia juntos!

2a unidade: Nuvem e data center inteligente

Nesse ambiente (no sentido figurado e real da palavra), a adoção de tecnologias que mudam as regras do jogo é uma maneira. Uma delas é a computação em nuvem, porque permite um melhor gerenciamento e, portanto, reduz os custos operacionais da infraestrutura com tudo o que isso implica em consumo, cada vez maior (à medida que continuamos produzindo e coletando dados diários de todos os tipos) Data Centers, devido a economias de escala e não apenas.

Na mesma linha, as empresas de telecomunica√ß√Ķes est√£o redesenhando sua infraestrutura, usando o protocolo IPv6, para lidar com a explos√£o emergente do n√ļmero de n√≥s que agora ser√£o conectados √† World Wide Web, e os sistemas de an√°lise de dados est√£o come√ßando a integrar o Big Data Analytics. processamento e utiliza√ß√£o da grande quantidade de dados que s√£o constantemente produzidos. O crescente interesse em solu√ß√Ķes nessa √°rea √© perfeitamente justificado pelo n√ļmero extremamente grande de dispositivos, fixos e port√°teis, que ser√£o adicionados √† comunidade da Internet em 2020 e que devem chegar a 15 bilh√Ķes!

3ª seção: Inteligente Cidades

Conectar edif√≠cios √† rede inteligente, com o objetivo de gerenciar melhor suas necessidades de energia, √© apenas o come√ßo de nossa entrada em uma nova era, que incluir√° uma s√©rie de sistemas “inteligentes” na gest√£o de transporte p√ļblico. res√≠duos, todos os tipos de transporte, prote√ß√£o civil e muitas outras √°reas vitais do ambiente urbano.

Catalisador em tudo isso, o uso da computa√ß√£o em nuvem e servi√ßos de gerenciamento e an√°lise relacionados, que contribuem para a cria√ß√£o de cidades “inteligentes” que atendem √†s demandas e necessidades de seus moradores muito melhor do que no passado, economizando recursos e redu√ß√£o de custos.

A combinação de supercomputadores, smartphones, tablets e dispositivos interconectados, dentro do ecossistema geral de cidades inteligentes, leva com segurança ao cumprimento da profecia, não mais para a Internet das Coisas, mas para a Internet de Tudo, mesmo dentro da Internet. década que estamos passando.

istos a ecologia, est√ļpido!

Nosso planeta continua a mudar – infelizmente para pior! Aumentar a conscientiza√ß√£o do p√ļblico e tentar encontrar solu√ß√Ķes para pelo menos mitigar o mal est√° na dire√ß√£o certa, mas n√£o √© suficiente.

A tecnologia, que j√° est√° ajudando, pode ajudar ainda mais em termos de gerenciamento e tratamento de (muitos) problemas.

Tecnologias M2M, computa√ß√£o em nuvem e cidades “inteligentes” podem fazer a diferen√ßa e “salvar o lote perdido”. Contanto que muitas pessoas aprendam sobre as novas possibilidades e as ponham em pr√°tica‚Ķ