2018 o pior ano para o mercado de smartphones. Apple segundo atrĂĄs da Samsung

2018, annus horribilis para o mercado de smartphones: o prestigiado tambĂ©m o certifica IDC, que se refere principalmente ao Ășltimo trimestre do ano passado, no qual 375,4 milhĂ”es de terminais foram embarcados globalmente, com Queda de 4,9% em relação ao ano anterior. O trimestre de Natal tambĂ©m foi o quinto consecutivo a cair, encerrando um ano em que ocorreu uma queda de 4,1% nos embarques. À custa, como todo mundo tambĂ©m maçã isso com 68,4 milhĂ”es de iPhones enviados seria segundo atrĂĄs da Samsungpor sua vez, em dificuldade e pressionado pelos gigantes chineses.

ResponsĂĄvel pela contração dos mercados chinĂȘs e americano serĂĄ dito, mas certamente tambĂ©m do pouca inovação que caracterizou os smartphones nos Ășltimos anos, levando muitos fĂŁs a nĂŁo perseguir mais o modelo mais recente. A isso, novamente, de acordo com a IDC, sĂŁo adicionadas as incertezas econĂŽmicas do Ășltimo perĂ­odo e, acima de tudo, descontentamento por parte dos consumidores pela corrida contĂ­nua para aumentar os preços que vimos nos Ășltimos anos.

Quanto Ă  Apple, de acordo com a IDC a queda no Ășltimo trimestre teria sido de 11,5%, enquanto durante todo o ano se fala em uma diminuição nas remessas para a casa da maçã mordida de 3,2%. Tomando como certo que tambĂ©m houve uma redução significativa, dada a admissĂŁo de Tim Cook, sabe-se que a empresa Cupertino nĂŁo divulga dados especĂ­ficos sobre o desempenho de suas vendas, portanto os nĂșmeros do IDC sĂŁo avaliaçÔes realizada pela prĂłpria empresa, que fica especificamente a meio caminho entre os mais negativos do Strategy Analytics e os menos graves apresentados pela Canalys, duas outras empresas de anĂĄlise de mercado de prestĂ­gio.

Em 2019, em suma, a Apple terĂĄ que encontrar uma maneira de remediar a situação, uma missĂŁo que nĂŁo Ă© fĂĄcil, pois hĂĄ um risco real de que o trem 5G perca, tambĂ©m devido Ă  situação ainda em desenvolvimento com a Qualcomm, enquanto os perseguidores como Samsung e A Huawei jĂĄ estĂĄ pronta para adotar o novo padrĂŁo em seus smartphones de Ășltima geração.