[╬ŤÇ╬┐╬║╬╗╬Á╬╣¤â¤ä╬╣╬║¤î] Ataque do governo contra a OTEGLOBE, uma subsidi├íria do grupo OTE!

Um forte ataque cibern├ętico contra uma subsidi├íria da Hellenic Telecommunications Organization (OTE) sob o nome OTEGLOBE, alega que executou um grupo de hackers de acordo com seu e-mail para a SecNews. J├í t├şnhamos informado voc├¬ no s├íbado sobre as informa├ž├Áes an├┤nimas que recebemos sobre um ataque contra a subsidi├íria da OTE. Mas porque as informa├ž├Áes enviadas para n├│s eram muito sens├şveis<ÔÇŽ>

├ę claro que N├âO poder├şamos public├í-los como est├úo. A empresa, conforme lemos no site www.oteglobe.gr, ├ę especializada no fornecimento de servi├žos internacionais de telecomunica├ž├Áes por atacado para provedores de telecomunica├ž├Áes e empresas multinacionais. ├ë uma subsidi├íria puramente do OTE Group, fornecendo uma ampla gama de servi├žos integrados de dados, capacidade e voz por meio de infraestrutura de rede de propriedade privada.

Na mensagem, os hackers, que assinam sob o pseud├┤nimo “Adversus solem in loquitor ÔÇŁ, exibir dados da empresa, que incluem dados financeiros (cobran├ža), cobran├žas de clientes, an├ílise de contas, detalhes do produto etc. Vale ressaltar que um dos documentos menciona os 10 maiores clientes da empresa (10 MELHORES CLIENTES DE DADOS), juntamente com os ganhos de cada cliente !!! Alega-se que o ataque ocorreu em 30/09/2011, enquanto v├írios dos documentos enviados s├úo de data anterior.

A equipe editorial da SecNews n├úo conseguiu verificar a confiabilidade dos documentos (alterados ou n├úo) para transmitir todas as informa├ž├Áes a cada reserva.

Na mensagem anexa, os hackers afirmam brevemente que “Esta ├ę a nossa resposta contra os alem├úes da OTE que escravizaram a Gr├ęcia.

A equipe editorial da SecNews decidiu N├âO compartilhar os arquivos e dados enviados, pois eles cont├¬m dados corporativos e pessoais que podem ser usados ÔÇőÔÇőpor terceiros contra o Grupo OTE. No entanto, apresentamos apenas 3 documentos indicativos, enquanto ocultamos os pontos em que existem nomes de clientes e informa├ž├Áes da empresa, como mostrado abaixo:

1) Documento 1

2) Documento 2

3) Documento 3

A equipe editorial da SecNews gostaria de agradecer ao leitor an├┤nimo pelas informa├ž├Áes oportunas e v├ílidas.

Adicionar leitor – 10/3/2011 – 23: 57:

De acordo com informa├ž├Áes adicionais que recebemos de um leitor, ele nos enviou os seguintes URLs sobre um ataque ├á OTE que parece ter ocorrido em 2006 e 2007 (consulte [╬Á╬┤¤Ä], [╬Á╬┤¤Ä] e [╬Á╬┤¤Ä])

Nos links acima, o leitor informa que durante o ataque naquele momento todos os dados foram extra├şdos do banco de dados de clientes da OTEENET. De fato, ele afirma que esse evento nos transmite “com todas as reservas, pois ├ę algo que ningu├ęm vai provar por qualquer outro motivo “. Claro que os dados s├úo bastante antigos [¤î¤Ç¤ë¤é ╬┤╬╣╬▒¤Ç╬╣¤â¤ä¤Ä¤â╬▒╬╝╬Á ¤ä╬┐ post ╬Á╬»╬Ż╬▒╬╣ ╬▒¤Ç¤î ¤ä╬┐ 2006-2007] e diz respeito a informa├ž├Áes whois do banco de dados RIPE, que agora podem ter sido alteradas. Al├ęm disso, o leitor afirma que, quando o ataque ocorreu, al├ęm das informa├ž├Áes recebidas e das altera├ž├Áes no site, os dom├şnios foram alterados e o propriet├írio pelo m├ętodo de hacking. Assim, os verdadeiros propriet├írios tiveram que reenviar seus dados para que os dom├şnios voltassem ├á sua propriedade, para que sites espec├şficos que aceitassem o desfecho fossem danificados por mais de tr├¬s dias, sem que os propriet├írios pudessem repar├í-los.

O leitor continua o incidente “Com os dados dos pol├şticos e com o artigo 16, fica muito claro que o GHS n├úo estava subitamente interessado em educa├ž├úo, mas h├í uma preocupa├ž├úo hist├│rica com a quest├úo da educa├ž├úo”.

Al├ęm disso, o leitor indicou um link onde est├úo listados a seguir, mas sem os links para o conte├║do relevante para o trabalho.